Menu

The Love of Bradshaw 266

tonbeauty60's blog

Sereísmo, A Moda Que Está Inundando O Brasil

Entretanto O Que é Este Vácuo?


São Paulo - Não há como prever, muitas vezes, como o público reagirá a uma campanha publicitária. Não é sempre que as ações de marketing saem como o planejado, seguindo à risca o roteiro pensado. Às vezes é inexistência de sorte da marca, no entanto em novas tantas é ausência de ótimo senso mesmo.


Em 2016, imensas marcas passaram por momentos de recessão ao ter de superar com uma gafe de marketing. Seja por uma mensagem abalada, uma aposta arriscada ou simplesmente uma ideia muito insatisfatório, o público não perdoa nessas horas. Como Trazer Freguêses Utilizando As Redes sociais opiniões e risadas pelas redes sociais. Às vezes, são pequenas gafes que rendem um ciclo desconfortável, entretanto passam de forma acelerada sem grandes danos. Outras vezes, a gafe acaba se tornando coisa séria e a marca envolvida tem que pensar seus conceitos.


Confira a seguir, nas imagens, as vinte e cinco gafes do ano. O chocolate da marca Toblerone, ao apagar de tamanho e variar seu modelo, causou uma avalanche de piadas, memes e opiniões nas redes sociais. A caixa, do mesmo tamanho, traz um chocolate menor dentro (com espaços maiores entre seus habituais "gomos").


A marca justificou a modificação dizendo que teria de ampliar o preço do item caso o tamanho permanecesse o mesmo. Descubra Os Dias E Horários Mais Agitados Das Redes sociais -Cola causou uma grande recessão na Ucrânia. Primeiro, a marca colocou em teu anúncio um mapa da Rússia, entretanto não incluiu a região da Crimeia - que é dá Ucrânia, mas é território disputado entre os 2 países.


Depois de reclamações dos russos nas mídias sociais, a marca alterou a imagem e incluiu a Crimeia como território ante comando de Moscou. Porém isto, claro, causou profunda revolta entre os ucranianos, que veem na luta na localidade uma afirmação nacionalista e contra a influência de Putin. Um sutil ↑ «beBee, ¿la Próxima 'start Up' Unicornio? não deveria ter tentado indicar.


Uma campanha da Gucci ganhou fortes críticas e foi proibida no Reino Unido ao levar uma modelo que foi considerada "magra demasiado". A ASA (Advertising Stantards Authority) julgou que a modelo tinha aparência apática e parecia doente, e também ter um corpo desproporcional. Uma campanha da Aspirina, da Bayer, teve de devolver prêmio no Festival de Cannes depois de intensas avaliações nas mídias sociais. Pela campanha montada na agência brasileira AlmapBBDO pra Aspirina e pra sua versão com cafeína (CafiAspirina), uma situação foi apresentada em duas cores. A cor verde trazia uma frase e remetia à Aspirina.


A cor vermelha, que de certa maneira "contrariava" a primeira frase, representava a CafiAspirina. Três frases compunham as peças da campanha: "Relaxa, até parece que estou gravando isso .MP3"; "Calma carinho, não estou filmando isso .MOV"; e "Tá tudo bem, não estou anotando nada .DOC". As duas primeiras foram consideradas machistas e de profundo mau adoro, pelo motivo de pareciam relativizar um crime.


  • 13 Dicas Práticas para Aumentar as Visualizações no YouTube
  • Fique ligado às novidades
  • 5 IBM 7080
  • três Em outros países
  • 2- Comente em outros websites
  • cinco - Faça promoções e ofertas exclusivas para seguidores
  • 3 IBM 7030 (Trecho)

A Adidas cometeu uma gafe e em tão alto grau em teu anúncio pra Copa América de 2016, que aconteceu nos EUA. A marca é a patrocinadora do utensílio esportivo da seleção da Colômbia. Pra alavancar a camisa especial da seleção para o torneio (branca e azul, em vez do convencional amarelo), a marca divulgou imagens do astro James Rodriguez e de outros jogadores. A charada é que, ao invés de escrever Colômbia, os americanos "traduziram" e escreveram “"Columbia" nas imagens publicitárias.



Columbia é o nome de umas cidades dos Estados unidos e bem como o nome de uma famosa faculdade americana. Entretanto, em inglês, a grafia correta do nome do país é Colombia. Uma instituição de natação da cidade de Esteio, no Rio Extenso do Sul, errou esquisito em um cartaz pra promover aulas de natação para moças. A peça trazia a famosa imagem de um piá sírio morto por afogamento numa praia após o naufrágio da embarcação onde estava com tua família. Informações De como Fazer Lindo E Gerar Tráfego terrível fotografia correu o mundo e alertou a todos pro importante dificuldade dos refugiados de batalha que escapam da briga civil síria e procuram refúgio na Turquia e pela Europa.


Uma roupa da marca Maria Filó não foi bem recebida pelo público. A peça trazia uma estampa com imagens da escravidão no Brasil. Uma negra servia uma sinhá nos desenhos da estampa. A transformação de um capítulo tenebroso da história brasileira em mera decoração fashion pegou mal. Uma consumidora expôs o caso no Facebook e a marca teve de tirar a peça de circulação. A explicação da Maria Filó foi que o desenho se inspirava pela obra de Jean-Baptiste Debret.


Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.